Penalva em Rede

Rede Social

O que é a Rede Social?

A Resolução do Conselho de Ministros 197/97 de 18 de Novembro define a Rede Social como um fórum de articulação e congregação de esforços baseado na adesão livre por parte das autarquias e das entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos que nela queiram participar. Estas entidades deverão concertar os seus esforços com vista à erradicação ou atenuação da pobreza e da exclusão e à promoção do desenvolvimento social.

 

Objetivos

Numa lógica de combate da pobreza e exclusão social e de promoção do desenvolvimento social, o programa assume os seguintes objetivos estratégicos:

Desenvolver uma parceria efetiva e dinâmica que articule a intervenção social dos diferentes agentes locais;
Promover um planeamento integrado e sistemático, potenciando sinergias, competências e recursos a nível local;
Garantir uma maior eficácia do conjunto de respostas sociais nos concelhos e freguesias.


E como objetivos específicos:

Induzir o diagnóstico e o planeamento participados;
Promover a coordenação das intervenções ao nível concelhio e de freguesia;
Procurar soluções para os problemas das famílias e pessoas em situação de pobreza e exclusão social;
Formar e qualificar agentes envolvidos nos processos de desenvolvimento local, no âmbito da Rede Social;
Promover uma cobertura adequada do concelho por serviços e equipamentos;
Potenciar e divulgar o conhecimento sobre as realidades concelhias.

 

Princípios

Com o intuito de garantir a funcionalidade do dispositivo criado e dar coerência às atuações desenvolvidas no âmbito do programa, a Rede Social assenta nos seguintes princípios:

Princípio de Subsidiariedade: É no local que os problemas têm que ser resolvidos. Só depois de explorados os recursos e competências locais se apela a outros níveis de resolução dos problemas.
Princípio de Integração: Participação de todos os intervenientes locais e congregação de todos os recursos para a resolução dos problemas sociais.
Princípio de Articulação: Articular a ação dos diferentes agentes com atividade num território, através do desenvolvimento do trabalho em parceria, da cooperação e da partilha de responsabilidades.
Princípio de Participação: O combate à pobreza e à exclusão social é tanto mais efetivo quanto resulte de um processo amplamente participado.
Princípio de Inovação: É necessário que as novas políticas, medidas e programas sejam portadores de inovação para se adequarem às novas problemáticas e mudanças sociais.
Princípio da Igualdade de Género: No quadro da rede social, o planeamento e a intervenção integram a dimensão de género, quer nas medidas e ações quer na avaliação do impacto.

 

Destinatários

São destinatários da Rede Social todos os residentes no Concelho de Penalva do Castelo, especialmente aqueles que se encontram em situação de pobreza e exclusão social.

 

Impactos

A Rede Social deverá produzir impactos significativos susceptíveis de contribuir para a melhoria dos processos de combate à pobreza e à exclusão social, nomeadamente:

Aumento da capacidade de deteção e resolução de problemas individuais, gerando respostas específicas para necessidades específicas;
Transformação da cultura e práticas dos serviços e instituições locais, no sentido de uma maior transparência e da abertura às outras entidades e às populações;
Implantação de sistemas de informação locais eficazes, capazes de viabilizar a produção e atualização de diagnósticos locais, bem como a difusão de informação a todos os agentes interessados;
Incrementar significativamente a mobilização e participação dos destinatários dos programas e projetos de intervenção social.

 

Penalva do Castelo em Rede

Como funcionamos?

As redes de apoio social integrado, constantes da filosofia do Programa Rede Social, materializam-se através da criação de Conselhos Locais de Ação Social (CLAS), que constituem plataformas de planeamento e coordenação da intervenção social tendo em vista um objetivo comum: erradicação da pobreza e exclusão social e promoção do desenvolvimento social.

Composição do CLAS de Penalva do Castelo:

  • Câmara Municipal de Penalva do Castelo;
  • A.D.D. - Associação de Desenvolvimento do Dão;
  • Agrupamento 149 do Corpo Nacional de Escutas;
  • Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo;
  • Associação Cultural Castro de Pena Alba;
  • Associação Cultural e Recreativa dos Bonecos de Casal das Donas;
  • Associação Cultural, Social, Recreativa e Desportiva de Germil “Os Melros”;
  • Associação Desportiva, Cultural, Recreativa e Social Rorizense;
  • Associação dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Penalva do Castelo;
  • Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo;
  • Centro de Promoção Social de S. Martinho de Pindo;
  • Centro Distrital da Segurança Social de Viseu;
  • Centro Social Cultural Aníbal Pina Gouveia;
  • Centro Social Paroquial de Antas;
  • Centro Social Paroquial de Castelo de Penalva;
  • Centro Social Paroquial de Sezures;
  • Centro Social Paroquial de Vila Cova do Covelo;
  • Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Penalva do Castelo;
  • Equipa de Intervenção Precoce de Penalva do Castelo;
  • Freguesia de Castelo de Penalva;
  • Freguesia de Esmolfe;
  • Freguesia de Germil;
  • Freguesia de Ínsua;
  • Freguesia de Lusinde;
  • Freguesia de Pindo;
  • Freguesia de Real;
  • Freguesia de Sezures;
  • Freguesia de Trancozelos;
  • Grupo Desportivo e Cultural de Roriz;
  • Centro de Respostas Integradas de Viseu – Administração Regional de Saúde do Centro, IP
  • Instituto do Emprego e Formação Profissional de Viseu;
  • Instituto Português do Desporto e Juventude – Delegação de Viseu;
  • Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Penalva do Castelo;
  • Núcleo Local de Inserção de Penalva do Castelo.
  • União de Freguesias de Antas e Matela;
  • União de Freguesias de Vila Cova do Covelo e Mareco;
  • Unidade de Cuidados na Comunidade Pena D’Alva – Unidade de Saúde Familiar de Penalva do Castelo.



Composição do Núcleo Executivo:

  • Câmara Municipal de Penalva do Castelo;
  • Agrupamento de Escolas de Penalva do Castelo;
  • Associação Cultural, Social, Recreativa e Desportiva de Germil – “Os Melros”.
  • Centro Distrital da Segurança Social de Viseu – Serviço Local de Penalva do Castelo;
  • Instituto do Emprego e Formação Profissional de Viseu;
  • Junta de Freguesia de Ínsua;
  • Unidade de Cuidados na Comunidade Pena D’Alva – Unidade de Saúde Familiar de Penalva do Castelo.

 

O Núcleo Executivo tem como função executar as decisões emanadas do CLAS

Contactos:
Câmara Municipal de Penalva do Castelo - Programa Rede Social
Técnica da Rede Social - Joana Pina (Socióloga)

Avenida Castendo
3550 - 185 Penalva do Castelo

E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telefone: 232640020 Fax: 232640022

Siga-nos

Acompanhe-nos nas redes sociais:

    

Contactos

  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  232 640 020
  232 640 021/22
  Avenida Castendo, 3550-185 Penalva do Castelo
N 40º 40´33´´ W 07º 42´07´´