Imprimir esta página

Feira do Pastor e do Queijo de Penalva do Castelo atraiu milhares de pessoas

Nos dias 8 e 9 de fevereiro, a Câmara Municipal promoveu a 29.ª edição da Feira/Festa do Pastor e do Queijo, que atingiu o recorde absoluto de afluência.
A presente edição voltou a patentear as potencialidades do concelho: o queijo Serra da Estrela, o vinho “Dão de Penalva”, a maçã Bravo de Esmolfe e ainda o fumeiro, o artesanato, os licores e a doçaria.
As entidades oficiais foram recebidas no edifício dos Paços do Concelho, pela Banda Musical e Recreativa de Penalva do Castelo, que os acompanhou em forma de arruada até ao recinto da feira.

Na cerimónia de abertura usaram da palavra, D. António Luciano – Bispo de Viseu, Dr. Luís Caetano – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Francisco Carvalho – Presidente da Câmara Municipal de Penalva do Castelo e Dr.ª Maria do Céu Albuquerque – Ministra da Agricultura.
Francisco Carvalho, depois de agradecer a presença de todos na feira, afirmou que a Câmara Municipal vai aprovar um regulamento para promover a produção de leite e de queijo Serra da Estrela das raças Bordaleira Serra da Estrela e Churra Mondegueira e apoiar os jovens produtores do concelho que queiram iniciar a atividade da pastorícia atribuindo um incentivo financeiro de 5.000€. Lançou um repto à Sr.ª Ministra para melhorar as acessibilidades de Penalva do Castelo com uma ligação condigna à A25.

Por sua vez, a Dr.ª Maria do Céu Albuquerque, Ministra da Agricultura, agradeceu o convite e realçou a importância que a produção do queijo Serra da Estrela tem nos vários setores, nomeadamente na restauração, no turismo, no artesanato e na cultura, não só a nível regional mas também para todo o país. Afirmou também que a Feira do Pastor e do Queijo espelha um espirito empreendedor, ambicioso e empenhado em valorizar os produtos de excelência que contam a história de Portugal.
Mais declarou que quer uma política agrícola comum mais justa e mais inclusiva, que sirva para mitigar os efeitos das alterações climáticas tendo reforçado a necessidade de um acordo político que faça com que a agricultura e os agricultores possam encontrar forma de contribuir para o desenvolvimento equilibrado de todo o setor, do país e da União Europeia.

No sábado de manhã subiram ao palco o Grupo de Cantares de Vila Cova do Covelo e da parte da tarde, a Tuna Realense, o grupo Artur e Márcia e o artista José Malhoa.
No domingo, a tarde iniciou com a presença do programa da TVI “Somos Portugal” e com a atuação da Casa do Povo de Esmolfe, dos DanceKids, do Grupo de Cantares de Pindo, da Associação Rio Côja, do Grupo de Cantares Castro Pena Alba e do Grupo de Concertinas do Dão.

Foi possível visitar a exposição de trabalhos escolares patente no stand do Município, que está atualmente no átrio da Câmara Municipal até ao dia 1 de março.
Este evento é uma aposta da Câmara Municipal na promoção da economia local e na divulgação do património, cultura, gastronomia, turismo e outras potencialidades do concelho.

Galeria de Imagens