Congratulação pela atribuição do Prémio Camões ao Professor Doutor Vítor Aguiar e Silva

O Município de Penalva do Castelo congratula-se com a atribuição do Prémio Camões 2020 ao Professor Doutor Vítor Manuel Pires de Aguiar e Silva, natural da freguesia de Real, do concelho de Penalva do Castelo. Trata-se do mais importante prémio literário no universo da língua portuguesa que visa distinguir anualmente uma personalidade pelo seu contributo de excelência no domínio da língua portuguesa e que, na sua 32ª edição, consagrou o autor de “Teoria da Literatura” (1967) e uma das mais prestigiadas figuras dos estudos literários portugueses.

O Júri do Prémio justificou a escolha com “a importância transversal” da “obra ensaística” de Vítor Aguiar e Silva e com o seu papel ativo relativamente às questões da política da língua portuguesa e ao cânone das literaturas de língua portuguesa”. A nota do Júri sublinha ainda que, “no âmbito da teoria literária, a sua obra reconfigurou a fisionomia dos estudos literários em todos os países de língua portuguesa” e que a sua Teoria da Literatura, “objecto de sucessivas reformulações” se constitui como “exemplo emblemático de um pensamento sistematizador que continuamente se revisita”. A justificação dos jurados salienta também o “importante contributo dos seus estudos sobre Camões.”

Vítor Manuel Pires de Aguiar e Silva nasceu no lugar/freguesia de Real, em 15 de setembro de 1939, sendo filho de António Pires da Silva e de Leopoldina de Campos Aguiar.

Tendo aprendido a ler e a escrever com a sua mãe, iniciou a sua escolaridade básica formal na escola de Casal das Donas, sendo admitido logo na 2ª classe, e veio a concluir, com distinção, o exame da 4ª classe da instrução primária na escola de Castendo/Penalva do Castelo.

Frequentou, depois, o Liceu Nacional de Viseu, onde fez os seus estudos liceais e concluiu o respetivo curso complementar com a invulgar classificação final de 19 valores, que lhe permitiu receber o Prémio Nacional de melhor aluno do ano escolar de 1957. Licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, também com 19 valores, e doutorou-se em Literatura Portuguesa pela mesma Universidade, com a apresentação da dissertação “Maneirismo e Barroco na poesia lírica portuguesa”, tendo sido aprovado por unanimidade, com distinção e louvor.

No ano de 1979 foi nomeado professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e, a partir de 1989, professor catedrático da Universidade do Minho, onde exerceu o cargo de vice-reitor durante 12 anos.

Paralelamente à sua obra ensaística, a prática docente de Aguiar e Silva deixou uma marca profunda em diversas e sucessivas gerações de estudantes e é frequentemente chamado a desempenhar funções no âmbito das políticas para a promoção da língua e cultura portuguesa.

Aguiar e Silva também esteve na génese do Instituto Camões, coordenou a Comissão Nacional de Língua Portuguesa (CNALP), foi membro do Conselho Nacional de Cultura, foi um dos signatários da petição “Em Defesa da Língua Portuguesa contra o Novo Acordo Ortográfico”, ao lado de Vasco Graça Moura, e recebeu já várias distinções, entre as quais o Prémio Vergílio Ferreira, atribuído em 2002 pela Universidade de Évora, o Prémio Vida Literária, da Associação Portuguesa de Escritores (APE), em 2007, o Prémio D. Diniz da Casa de Mateus, pela sua obra “A Lira Dourada e a Tuba Canora: Novos Ensaios Camonianos”, em 2009, o Prémio Ensaio Eduardo Prado Coelho, também atribuído pela APE, em 2010, e, mais recentemente, em 2018, o Prémio Vasco Graça Moura de Cidadania Cultural.

O Prémio Camões de literatura em língua portuguesa, atualmente com um valor pecuniário de cem mil euros, foi instituído por Portugal e pelo Brasil em 1988, com o objetivo de distinguir um autor "cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento do património literário e cultural da língua comum", tendo sido atribuído pela primeira vez, em 1989, ao escritor português Miguel Torga. Em 2019, o prémio distinguiu o músico e escritor brasileiro Chico Buarque.

Em 11 de novembro de 2006, foi prestada homenagem pública ao Professor Aguiar e Silva em Penalva do Castelo e Viseu (CM de Penalva do Castelo, CM de Viseu e Governo Civil de Viseu).

Siga-nos

Acompanhe-nos nas redes sociais:

    

Contactos

  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  232 640 020
  232 640 021/22
  Avenida Castendo, 3550-185 Penalva do Castelo
N 40º 40´33´´ W 07º 42´07´´